Vila Flor Sport Clube - Seniores Futebol

A época 2012/13 foi inesquecível. Campeões da Divisão de Honra e com subida à II Divisão nacional assegurada! Importa não voltar imediatamente e continuar a crescer. (vfsc@portugalmail.pt)

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

GABRIEL PARA A ESQUERDA

................................................................

















A concorrência para o Carlos Fernandes chega também de Vila Flor. Mas há mais: com este reforço, garantimos mais valias também a a esquerda do meio-campo e ataque. O Gabriel Dos Santos, 30 anos, esquerdino de referência no concelho, já assinou e até jogou, contribuindo decisivamente para o triunfo sobre o Mós, mas faltava a apresentação pública.

Além de qualidade e polivalência, o Gabriel sobe para sete o número de atletas nascidos em Vila Flor que representam o nosso clube. E ficamos, por todos os motivos, muito felizes por tê-lo cá.

Bem vindo de volta e felicidades

Um clube, um concelho
#VilaFlorSomosTodos

domingo, 15 de outubro de 2017

DIVISÃO DE HONRA AFB - 2ª JORNADA (15/10/2017)

.............................................



















Folga: GD Moncorvo


Com um dos líderes de folga, o Moncorvo, o outro não conseguiu manter o registo 100% vitorioso. O Vimioso empatou em Rebordelo a zero, muito tempo com um jogador a menos. Para os de Rebordelo, foi o segundo empate da época. O primeiro foi com o Vinhais, que desta feita perdeu bem em casa dos Africanos de Bragança, com um plantel renovado, muito jovem, mas com qualidade promisora. Vila Flor SC e Sendim, em estreia esta época, ganharam tangencialmente ao estreante absoluto Mós e ao regressado Carrazeda de Ansiães.

Por fim, o resultado mais volumoso da tarde: o Mirandês goleou o Santa Comba da Vilariça porm 3-0, no primeiro jogo em casa, depois de derrota em Vimioso. E assim saltou do 11º lugar para o 2º. Nesta altura, porém, isso vale pouco...

VILA FLOR SC 2-1 GD MÓS

...................................................












Divisão de Honra AFB
2ª Jornada
15/10/2017, pelas 15 horas
Estádio Municipal de Vila Flor
Ao intervalo: 0-0

Vila Flor SC: Ricardo Reis; Saul, Filipe, Richard, Brown (Leni 80'); Otávio, Lalá, Ricardo Pereira (Gabriel 65'); Faneca, Kessler e Guedes (Cadete 75')
Não utilizados: Tó Bártolo, Santiago, Alexandre, Ramon
Treinador: Nuno Lima

Golos: Faneca (60'), Lalá (83')

Marcha do marcador: 0-1; 2-1


Tarde de sol, muita gente nas bancadas e a tão esperada estreia. Com uma vitória, felizmente, ainda que não tenhamos ganho para o susto. O GD Mós, em estreia absoluta num campeonato federado, apresentou-se mais forte do que os primeiros treinos fariam supor. Com um onze maioritariamente composto por atletas brasileiros, e um central com largos anos de experiência no GD Moncorvo, mostrou desde cedo estar bem organizado e vir a Vila Flor com a firme intenção de discutir o jogo. E conseguiu-o. Aliás, nos primeiros minutos, até terá sido ligeiramente superior. Felizemente para nós, acordamos cedo e fechamos a porta ao domínio do adversário, recuperando a bola e conseguindo, metro a metro, ir progredindo no terreno e no domínio que pretendíamos.

Na equipa titular, a grande novidade que o treinador Nuno Lima apresentou por comparação com os últimos jogos treino foi a inclusão do Ricardo Pereira e o adiantamento do Guedes para uma posição mais ofensiva. Apesar do domínio que fomos conquistando, tivemos dificuldades em acercar da baliza do Mós. E, por isso, ao intervalo o resultado era um justo nulo. As melhores ocasiões até já eram nossas, mas nada de flagrante.

A surpresa aconteceu no recomeço, com golo do Mós quase às três tabelas. Lançamento lateral, bola bate num, bate noutro, bate em mais um e trai o guarda-redes Ricardo Reis. Sem nada a lamentar, lançamo-nos de vez na procura do empate. Mas ia ser difícil, porque o Mós estava, realmente, bem organizado. Se eles marcaram com felicidade, nós empatamos logo a seguir com muito engenho e um golaço que devia valer por dois. O Faneca recolhe na esquerda, flete para dentro e a uns bons 30 metros da baliza dispara uma bomba que só podia explodir dentro da baliza adversária. Estava restituído o empate, Era altura de continuar e procurar a vitória. O nosso treinador pensou o mesmo e alterou imediatamente a equipa.

O Gabriel entrou para o lugar do Ricardo, depois o Cadete substituiu o Guedes e, já mais tarde, mais um avançado para a saída do Brown, no caso o Leni. As fichas estavam todas na mesa e o que se seguiu foram 20 minutos exclusivos do Vila Flor, a justificar plenamente o golo do triunfo que acabaria por aparecer aos 83 minutos. Livre indireto, Kessler cabeceia ao ferro e Lalá, o capitão do momento, aparece para confirmar o golo e soltar a festa. Voltava a ser hora de defender, mas fizemo-lo de forma muito competente e tranquila, para 10 minutos depois celebrarmos o triunfo!

Obrigado a todos que nos apoiaram!

Um clube, um concelho
#VilaFlorSomosTodos


O árbitro: Rui Paulo foi designado pela AF Bragança e beneficiou do bom comportamento dos jogadores para dirigir, bem, um jogo sem casos de maior e que acabou por ser muito bem conseguido da sua parte.














DESTAQUES

* O primeiro destaque é, claramente, o público e os adeptos vilaflorenses, que responderam à chamada, constituíram uma bela moldura humana e nos apoiaram e guiaram ao triunfo. Obrigado a eles!

* Começámos o jogo com três jogadores naturais de Vila Flor: Saul, Brown e Faneca. Estavam ainda Filipe, Lalá e Guedes, todos filhos adotados e os dois primeiros até residentes, geograficamente, no nosso concelho. No decorrer do jogo entraram o Gabriel Santos e o Cadete. Santiago e Tó Bártolo no banco. Ao todo, contamos 10. Mas, se preferirem sete, também está bem. Não haverá muitos clubes assim.

* O golaço do Faneca. O do Lalá valeu o triunfo, mas o do extremo é que valeu o bilhete. Recolheu na esquerda, partiu para o meio, e de muito longe, cerca de 30 metros, encheu o pé e deu o empate. Se demorava mais, o jogo ia complicar-se.

* Quatro jogadores estrearam-se ontem pelo Vila Flor SC. O Otávio e o Kessler como titulares, o Cadete e o Leni vindos do banco. Todos foram importantes para o triunfo. O primeiro pelo que jogou, o Kessler esteve no segundo golo, o Cadete e o Leni agitaram, e de que maneira, o ataque
















sábado, 14 de outubro de 2017

SUPER FLASH

................................................................

CALENDÁRIO DA PRIMEIRA VOLTA

....................................................


É só guardar a imagem no telefone e fica com o calendário completo da primeira volta da nossa equipa de futebol.



sexta-feira, 13 de outubro de 2017

TÓ BÁRTOLO DE REGRESSO

............................................................

















É um regresso ao Vila Flor SC, ainda que no passado recente só tenha defendido na quadra e não na relva. O Tó Bártolo foi um dos melhores guarda-redes da história do clube nos vários campeonatos de futsal que disputou. Antes, ainda com 18 anos, jogou futebol no nosso clube, mas depois optou pelo pavilhão. Um bocadinho mais velho - foram seis época ao serviço do nosso clube e isso diz tudo - está de volta para nos ajudar, num desafio diferente e a que o Tó não ficou indiferente.

O sentimento de clube, de pertença e a vontade de ajudar falou mais alto e o regresso ao futebol é uma realidade. Na baliza do Vila Flor SC, além do Ricardo Reis, estará também o Tó Bártolo, natural de Samões e agora com 43 anos de idade.

Fica cumprido ainda outro desígnio: há atletas do concelho em todos os setores.

Bem vindo de volta e felicidades!

Um clube, um concelho
#VilaFlorSomosTodos

UM POR TODOS E TODOS POR VILA FLOR

............................................................














Um por todos, todos por um. Na capital do Mundo queremos mandar nós. Temos o Arco D. Dinis a proteger-nos, a Igreja Matriz a abençoar-nos e a Fonte Romana para bebermos da força que precisamos. Os capitães deram o mote. Mas esta força tem de crescer! E contamos consigo!

Um clube, um concelho
#VilaFlorSomosTodos